quarta-feira, 24 de julho de 2013

Vírus gigante pode ter vindo de Marte

pandoravirus
Cientistas da Universidade Aix-Marseille, na França, descobriram um vírus gigante e tão incomum que eles acreditam se tratar de um vírus que veio de outro planeta, como Marte.
  O vírus, apelidado de Pandoravírus, tem até dez vezes o tamanho de outros vírus comuns, e 94% dos seus genes não se assemelha a nada já visto nos demais microrganismos na Terra.
Os pesquisadores franceses também disseram que embora inédito, e por isso desconhecido pela Ciência, o vírus gigante não representa um sério risco à saúde humana, pois só é encontrado debaixo d’água. No entanto, os pesquisadores, que publicaram suas descobertas na revista Science, acreditam que o vírus abre uma série de perguntas sobra à história da vida na Terra.
Dr. Jean-Michel Claverie, quem descobriu o vírus, disse: “Acreditamos que esses novos Pandoravírus surgiram a partir de um novo tipo de célula ancestral que já não existe mais”.
Um vírus comum mede aproximadamente de 10 nanômetros a 500 nanômetros, já o Pandoravírus mede cerca de mil nanômetros, sendo grande o suficiente para ser visto sob a lente de microscópios básicos.
Confundido, a princípio, com uma pequena bactéria, por ser grande e de formato irregular, a equipe obteve amostras de sedimentos da costa do Chile e de uma lagoa na Austrália. Elas foram levadas para o laboratório e colocaram em uma solução repleta de antibióticos, na tentativa de matar qualquer bactéria presente.
Estas amostras livres de bactérias foram expostas a amebas, levando em conta que se as amebas morressem, é porque ainda existia algo mais nas amostras que causou a morte destas. A experiência provou que as amostras continham grandes quantidades de Pandoravirus.
Quando a equipe estudou esse novo vírus encontrado, eles descobriram que seu código genético era duas vezes maior que o Megavírus, que era considerado, até então, o maior vírus já visto medindo cerca de 440nm.
Esse não foi o único choque da equipe de pesquisadores franceses. Ao constar o tamanho do vírus, eles também concluíram que apenas 6% de seus genes eram compatíveis com os genes de outros microrganismos comuns na Terra, o que leva a supor que a origem desse vírus possa ser de outro planeta, e alguns especulam que possam ter vindo de Marte.
Os pesquisadores ainda não sabem por que essa forma celular tornou-se um vírus, mas acredita-se que foi o único meio viável de garantir a sobrevivência.
Após a descoberta desse vírus gigante, os cientistas permanecem na expectativa de encontrar outros vírus parecidos com este.

0 comentários:

Postar um comentário